Urandir News – Notícias Internacionais

Arcebispo conservador dos EUA crítico ao papa Francisco é substituído  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  7806 chaput   urandir   MUNDO   Arcebispo conservador dos EUA crítico ao papa Francisco é substituído
Charles Chaput pertence a uma ala conservadora da Igreja; ele será substituído na arquediocese por um clérigo de origem latina-americana. Charles Chaput durante missa em 18 de dezembro de 2017
Matt Rourke/AP
O papa Francisco nomeou nesta quinta-feira (23) um latino, Nelson Perez, como o novo arcebispo da Filadélfia, nos Estados Unidos –ele vai substituir um conservador, Charles Caput, cuja aposentadoria foi anunciada.
Trata-se de uma mudança significativa no comando da Igreja nos EUA. Chaput é um dos “guerreiros da cultura” em temas como homossexualidade e aborto, e um herói para a ala mais tradicionalista do catolicismo.
O arcebispo que se aposenta havia sido nomeado para o cargo pelo papa Bento 16 em 2001. Ele é conhecido faz tempo como um conservador nos campos teológico e político.
Renúncia aceita
Sua saída já era esperada. Ele havia protocolado seu pedido de renúncia quando completou 75 anos, em setembro de 2019. A lei da Igreja exige que todos os bispos entreguem sua desistência do carto nessa idade, mas o papa pode aceitar ou não.
Nesta semana, o papa disse a um outro prelado de 75 anos para que permanecesse no cargo –o cardeal Christoph Schoenborn, arebispo de Viena, um apoiador de Francisco e uma das pessoas que ajudaram a redigir um documento sobre o Sínodo da Amazônia, que abre a possibilidade de ordenar padres casados na região.
Papa Francisco cumprimenta crianças antes de discurso no Vaticano no dia 21 de dezembro de 2019
Vatican Media/Handout via REUTERS
Segundo o “The New York Times”, Chaput é admirado por conservadores no mundo inteiro, e sua remoção tem sido interpretada como uma manobra política do Francisco –chamado por esse grupo de “papa ditador”.
Tradicionalmente, quem ocupa o posto da arquidiocese de Filadélfia é nomeado cardeal. No entanto, Francisco nunca elevou Chaput –o papa nomeou um arcebisto de uma outra arquidiocese, Newark, que nunca tinha tido um cardeal antes.
Os cardeais são os segundos na hierarquia da Igreja, e os que têm menos de 80 anos são os que elegem o papa.
Casos de abusos
Chaput esteve à frente da arquidiocese da Filadélfia depois de revelações a respeito de abusos sexuais cometidos por clérigos que haviam sido encobertos pelos seus antecessores. Os casos foram revelados em 2005 e 2011.
Ele negou que seja um crítico do papa Francisco, que ele chegou a hospedar em uma viagem em 2015.
Os dois se enfrentaram algumas vezes. Em 2016, o papa abriu uma permissão para que católicos divorciados que se casaram pela lei civil pudesse receber comunhão. Na ocasião, Chaput não abriu essa possibilidade na Filadélfia, e disse que quem quiser o sacramento precisa se abster sexualmente.
Ele também foi um dos bispos que elogiaram a integridade do principal crítico do papa, o arcebispo Carlo Maria Vigano –um ex-embaixador do Vaticano nos EUA, que pediu a renúncia de Francisco em 2018 (na ocasião, um ex-cardeal, Theodore McCarrick, foi considerado culpado por fazer parte de uma conspiração para cometer abusos).

Urandir – Notícias Internacionais
Matéria original publicada em globo.com