Tecnologia & Ciencia – Urandir – Just True News

<div class="media_box full-dimensions460x305">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/isolamento-social-sao-paulo-05042020140455735?dimensions=460×305" title="Relatório é produzido com dados do Google Maps" alt="Relatório é produzido com dados do Google Maps" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Relatório é produzido com dados do Google Maps</span>
<span class="credit_box ">Alex Silva/Estadão Conteúdo – 05.04.2020</span>
</div>
</div>

<p>
Apesar da <a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/estudo-de-harvard-aponta-que-isolamento-pode-durar-ate-2022-14042020"><strong>quarentena para frear o avanço do novo coronavírus</strong></a> no Brasil, os brasileiros têm se movimentado mais nos últimos dias, aponta o relatório de mobilidade comunitária criado pelo Google.</p>
<p>
O índice divulgado no novo relatório é de 59% a menos do que o normal de movimentação de pessoas para setores de comércio. No relatório anterior, o índice era de 71% a menos. Em relação a mercados e farmárcias, a queda atual é pouca: 5%.</p>
<p>
<strong>Leia mais: <a href="https://noticias.r7.com/sao-paulo/governo-de-sao-paulo-prorroga-quarentena-ate-10-de-maio-17042020">Governo de São Paulo prorroga quarentena até 10 de maio</a></strong></p>
<p>
Em uma primeira versão do relatório, referente ao dia 29 de março, é possível verificar que a movimentação do brasileiro em lojas e locais de recreação caiu 71%, na comparação com a média dos mesmos locais nos domingos das semanas entre 3 de janeiro e 6 de fevereiro. Agora, na índice referente até o dia 11 de abril a queda é de 59%.</p>

<div class="related_content">
<h6>Veja também</h6>
<ul>
<li><a href="http://virtz.r7.com/empresaria-cria-live-na-web-para-romper-pessimismo-durante-surto-17042020">Empresária cria ‘live’ na web para romper pessimismo durante surto</a></li>
<li><a href="http://virtz.r7.com/criancas-exibem-pinturas-de-arco-iris-nas-janelas-para-alegrar-colegas-17042020">Crianças exibem pinturas de arco-íris nas janelas para alegrar colegas</a></li>
<li><a href="http://virtz.r7.com/durante-a-quarentena-grupo-no-parana-distribui-solidariedade-17042020">Durante a quarentena, grupo no Paraná distribui solidariedade</a></li>
<li><a href="http://virtz.r7.com/numero-de-infectados-no-brasil-vai-subir-entenda-por-que-isso-e-bom-17042020">Número de infectados no Brasil vai subir. Entenda por que isso é bom</a></li>
</ul>
</div>

<p>
O Relatório de Mobilidade Comunitária foi construído com dados de localização de usuários obtidos em 131 países diferentes. O recurso poderá ajudar autoridades a saber se políticas de distanciamento social estão sendo seguidas, mostrando movimentação das pessoas em diferentes tipos de locais, como parques, lojas, locais de trabalho e residências. Na América Latina, por exemplo, a queda de 59% é a menor entre os países. O segundo colocado no ranking é o México, com 66% a menos do que o normal.</p>
<p>
De acordo com o Google, "os relatórios usam dados agregados e anônimos para detectar tendências de movimentação ao longo do tempo – por região e em diferentes categorias de lugares, como pontos de lazer, supermercados e farmácias, parques, terminais de transporte, locais de trabalho e áreas residenciais".</p>
<p>
A ideia é exibir tendências ao longo de várias semanas. "Embora o Google mostre aumento ou redução nas visitas em termos percentuais, não compartilhamos o número absoluto de visitas aos locais. Nenhuma informação que possa ser atrelada a indivíduos – como a localização de uma pessoa, seus contatos ou movimentos – será disponibilizada em nenhum momento, para proteger a privacidade dos usuários".</p>
<p>
Todos os dados cedidos publicados nos relatórios foram agregados e tornados anônimos pelo Google, explicou a empresa. Além disso, as informações passaram por um processo que a gigante de buscas chama de privacidade diferencial, com a inserção de um "ruído" aleatório, que não permite a individualização dos usuários. A tecnologia, criada pela companhia, está em código aberto – o que permite que qualquer pessoa possa verificar como funciona, aumentando a transparência por trás da ferramenta.</p>
<p>
Além disso, todas as informações são coletadas a partir de usuários que deixam seu histórico de localização ligado – um recurso, que, por padrão, fica desligado para todos os usuários do Google. A tecnologia utilizada nesse monitoramento é a mesma que indica, por exemplo, se uma rua está congestionada ou um horário de pico num restaurante no Google Maps.</p>

Tecnologia – Urandir – Just True News
fontes: Urandir News & Record Tecnologia www.r7.com