Tecnologia & Ciencia – Urandir – Just True News

   urandir   TECNOLOGIA   Como vender mais na Black Friday usando marketplace

Imagem: Pixabay
Programa Inova 360

Por Abu Amir

Com a proximidade da Black Friday, e a expectativa de movimentar 13 bilhões de reais em vendas no país, o período traz oportunidades para qualquer tipo de e-commerce.

Indexar nas buscas orgânicas com loja própria é algo que exige um trabalho de, no mínimo, três meses de antecedência, mas para os empreendedores que vendem por meio de marketplaces, ou seja, nas grandes redes online, ainda dá tempo de implementar dicas importantes que vão melhorar vendas.

Um dos segredos é ter uma descrição de produtos que seja única e diferenciada para cada rede de marketplace que você pertença. Os detalhes técnicos serão iguais e são necessários para trazer credibilidade. Contudo, os caminhos nos quais irá fazê-lo, tanto em sua loja como nos marketplaces, podem ser diferenciados, utilizando as melhores características de qualquer um.

Vejamos a seguir, quatro dicas para melhorar seu posicionamento nessa Black Friday:

1 – Destaque a palavra-chave em foco, e a da sua loja

As palavras-chave são fundamentais para o sucesso do SEO. Através de ferramentas como SEMrush, é possível identificar quais delas já estão ranqueadas no seu negócio virtual, e quais podem ser anexadas para aumentar o seu alcance. E para usar na descrição dos produtos, conhecer esses termos é muito importante.

Para o E-commerce na Black Friday, os seus produtos devem possuir alguns termos em destaque na descrição e na apresentação dos mesmos em cada marketplace. Essencialmente, podemos colocá-los na seguinte ordem:

– Nome do produto

– Categoria do produto

– Nome da loja

Geralmente, os textos descritivos de produtos para E-commerce possuem entre 300 e 500 palavras, com resumos das características do produto, aplicações, além dos detalhes técnicos. Para essa quantidade de palavras, o ideal é que as palavras-chaves estejam presentes em 1% do conteúdo. Sendo assim, utilize os termos de 3 a 5 vezes nos seus produtos, com ênfase no produto em si.

2 – Trabalhe com as particularidades do público de cada Marketplace

Assim como sua própria loja virtual, cada Marketplace possui um público mais ativo em relação a outros. Quando você possui presença nessas redes, é possível encontrar não apenas a mesma parcela de usuários que já visitaram seu espaço, como outras particularidades que antes não seriam possíveis.

Com isso em mente, identifique os traços do seu público em cada uma das redes de marketplace nas quais está presente. Ferramentas como o Google Analytics, ou o Google Ads, podem trazer dados relacionados a esse público.

3 – Explore o SEO nas imagens

Seguir os preceitos básicos de SEO no conteúdo dos seus produtos, junto a outras estratégias de marketing do blog, fazem o crescimento da loja ainda mais evidente no período de Black Friday. Contudo, além de textos e vídeos, um outro tipo de pesquisa se faz presente, que são as de imagens.

Uma boa estratégia é utilizar os recursos descritivos dentro das imagens. Em termos práticos, adicionar a palavra-chave, bem como uma breve descrição de cada produto, dentro do atributo alt image, o que aumenta a relevância dentro do html para leitura dos crawlers do Google.

4 – Dicas técnicas

Tais estratégias de SEO para Marketplace na Black Friday são eficientes de maneira direta para o seu público. Contudo, para que haja ainda mais eficiência, sobretudo para as ferramentas que vão garantir esse alcance para os públicos interessados, cabe algumas dicas técnicas que vão facilitar a varredura de informações. Aplique-as apenas após refinar o seu conteúdo para mais de um canal.

– Utilize as LSI – A repetição de palavras-chave, quando excessivas, podem prejudicar mais do que ajudar no processo de SEO para o E-commerce. A melhor saída para esses casos são as LSI, ou Latent Semantic Indexing. Em outras palavras, são sinônimos as palavras-chave que podem ser aplicadas dentro de um contexto, e que indexam o termo desejado da mesma maneira. Assim, em caso de dúvidas, é possível utilizar sinônimos, desde que bem aplicados.

– Fique de olho nas URLs – Além de conter a palavra-chave, e ser sucinta em sua descrição, os links dos produtos devem ser válidos. Isto é, eles não podem estar quebrados ou direcionarem para outra página. Sempre que um produto estiver pronto, faça testes de carregamento e validade do link. Como referência, utilize o Google Search Console, para confirmar a validação.

– Invista no carregamento de página – Um dos fatores que mais pesam na Taxa de Rejeição, e no ranqueamento do site como um todo, é o tempo de carregamento da página. Torne-o o mais rápido e responsivo possível, especialmente no mobile. No período de Black Friday, ele é ainda mais importante.

– Torne a jornada de compra prática e intuitiva Para o e-commerce em específico, recursos como o carrinho de compras, pagamento, e acompanhamento dos pedidos pesam muito na eficiência de seu negócio virtual. Em suas pesquisas de público, verifique quais são suas dificuldades e desafios com as compras online, e ofereça os meios mais práticos de acesso.

– Esteja atento ao Reclame Aqui – Não só a ele, mas qualquer canal em que há a presença do seu público na avaliação da loja. Nos marketplaces, isso inclui a seção de avaliação dos conteúdos, com comentários dos mesmos. Trata-se de um filtro fundamental para a avaliação da sua loja virtual. Sempre que possível, tire as dúvidas e atenda às críticas válidas, mas sempre garanta uma presença constante. As respostas, incluindo as palavras-chave, também ajudam no ranqueamento da loja, dentro e fora do Marketplace.

– Beneficie-se do algoritmo TF-IDF nos marketplaces nesta Black Friday – Os marketplaces são grandes impulsionadores de vendas e lideram todos os números do varejo online, em média, mais de 68% de suas conversões, ocorrem a partir de seus milhões de acessos orgânicos no Google.Toda e qualquer alteração que você aplique em seus produtos nos marketplaces, será rapidamente diagnosticada pelos algoritmos do Google, devido a grande densidade de tráfego por SEO que eles possuem, responsabilidade esta do algoritmo TF-IDF. Portanto crie descrições de produto exclusivas para os marketplaces. Aplicando isso agora mesmo, você ainda poderá coletar melhores resultados de vendas ainda nesta Black Friday. Esta é uma técnica muito pouco explorada, e você pode sair na frente com esta dica.

Como foi possível perceber, há um campo de possibilidades não apenas no SEO de sua loja, mas também para seus produtos em marketplace na Black Friday, como além dela. O marketing de conteúdo oferece muitas possibilidades de visibilidade e presença para o seu e-commerce, seja dentro de grandes redes como na própria loja online. Por isso, explore todas as possibilidades que ele tem a oferecer, e torne sua presença online única. Até a próxima!

Abu Amir é CEO Orbital Commerce e comentarista do programa de TV Inova360, na Record News

Tecnologia – Urandir – Just True News
fontes: Urandir News & Record Tecnologia www.r7.com