Tecnologia & Ciencia – Urandir – Just True News

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/ilustracao-do-satetilte-truths-22012020172115644?dimensions=660×360&amp;resize=660×360&amp;amp;crop=976×533+0+145resize=660×360&amp;amp;crop=976×533+0+145" title="Ilustração: Truths trabalhará com outros satélites para calibrar e validar suas observações" alt="Ilustração: Truths trabalhará com outros satélites para calibrar e validar suas observações" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Ilustração: Truths trabalhará com outros satélites para calibrar e validar suas observações</span>
<span class="credit_box ">UKSA/NPL </span>
</div>
</div>

<p>
O Reino Unido vai liderar uma missão espacial para fazer uma medida absoluta da luz refletida na superfície da Terra.</p>
<p>
As informações serão usadas para calibrar as observações de outros satélites, permitindo que seus dados sejam comparados com mais facilidade.</p>
<p>
Os planos para desenvolvimento da nova sonda, chamada de Truths, foram aprovados em novembro pelos países da Agência Espacial Europeia (Esa, na sigla em inglês).</p>
<p>
O objetivo é que os dados ajudem a reduzir a incerteza nas projeções de futuras mudanças climáticas.</p>
<p>
Cientistas e engenheiros se reuniram na terça-feira (22/01) para começar o processo. Representantes da indústria do Reino Unido, Suíça, Grécia, República Tcheca e Romênia se reuniram no centro técnico da Esa, na Inglaterra.</p>
<p>
A fase inicial do projeto conta com financiamento de 32,4 milhões de euros (R$ 160 milhões). A liderança científica da missão ficará sob responsabilidade do Laboratório Nacional de Física do Reino Unido (NPL, na sigla em inglês).</p>
<p>
<strong><a href="http://http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/o-aquecimento-global-em-7-graficos-evolucao-e-impactos-de-um-mundo-cada-vez-mais-quente-07122018" target="_blank">O aquecimento global em 7 gráficos: evolução e impactos de um mundo cada vez mais quente </a></strong></p>
<p>
<strong><a href="http://http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/aquecimento-do-planeta-ja-e-o-maior-evento-climatico-em-2-mil-anos-indica-pesquisa-25072019" target="_blank">Aquecimento do planeta já é o maior evento climático em 2 mil anos, indica pesquisa </a></strong></p>
<p>
O NPL é o guardião dos "padrões" no Reino Unido — tem as referências para o quilograma, o metro, o segundo e todas as outras unidades usadas no sistema internacional de medição.</p>
<p>
É nesse laboratório que se mede com precisão, por exemplo, a intensidade de uma fonte de luz — algo que pode ser feito usando um dispositivo chamado radiômetro criogênico.</p>
<p>
E o objetivo da missão Truths é colocar um instrumento desses em órbita.</p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">Mapa da luz</div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Trabalhando em conjunto com uma câmera hiperespectral, o radiômetro fará um mapa detalhado da luz solar refletida na superfície da Terra — e de seus desertos, campos de neve, florestas e oceanos.</p>
<p>
O mapa deve ter uma qualidade tão boa que é esperado que se torne a referência padrão para todas as outras missões espaciais de imagem, que poderão ajustar e corrigir suas próprias observações.</p>
<p>
Isso pode simplificar a comparação das imagens de diferentes satélites, não apenas das missões que voam hoje, mas também daquelas que há muito foram aposentadas e cujos dados agora estão em arquivos.</p>

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/terra-22012020172115772?dimensions=660×360" title="Fase inicial do projeto tem financiamento de 32,4 milhões de euros (R$ 160 milhões)

" alt="Fase inicial do projeto tem financiamento de 32,4 milhões de euros (R$ 160 milhões)

" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Fase inicial do projeto tem financiamento de 32,4 milhões de euros (R$ 160 milhões)

</span>
<span class="credit_box ">NASA/DSCOVR/EPIC </span>
</div>
</div>

<p>
Um dos grandes objetivos da missão Truths é, ao medir a luz refletida pela Terra com tanta precisão, estabelecer um tipo de "impressão digital climática" que uma versão futura do satélite, 10 a 15 anos depois, pode refazer.</p>
<p>
"Ao fazer isso, seremos capazes de detectar mudanças muito antes do nosso sistema de observação atual", explicou Nigel Fox, professor da NPL.</p>
<p>
"Isso nos permitirá limitar e testar os modelos de previsão climática. Portanto, saberemos mais cedo se as temperaturas previstas que os modelos estão nos dando são consistentes ou não com as observações".</p>
<p>
Um grande plano de como implementar a missão Truths deve estar pronto até a próxima grande reunião de pesquisadores dos Estados-membros da Esa, em 2022.</p>
<p>
O trabalho de viabilidade também precisará chegar a um custo total para o projeto, provavelmente por volta de 250 a 300 milhões de euros (R$ 1,2 a 1,4 bilhão).</p>
<p>
Exceto por obstáculos técnicos, os ministros devem dar sinal verde à missão com um lançamento em 2026.</p>
<p>
O Reino Unido deve arcar com a maior parte do custo da implementação da missão.</p>
<p>
"O NPL é notável. Tem o ‘tempo padrão’ para o mundo, tem o padrão do metro. Gostamos de pensar em nós mesmos liderando na área de mudanças climáticas, por isso devemos fornecer a referência padrão para radiação da Terra", disse Beth Greenaway, chefe de observações da Terra e clima da Agência Espacial do Reino Unido.</p>
<p>
Truths é um acrônimo, em inglês, para "Radiometria Rastreável de Apoio aos Estudos Terrestres". Será sensível à luz na parte visível e no infravermelho próximo do espectro eletromagnético.</p>
<p>
A Esa concordou recentemente em implementar outra missão liderada pelo Reino Unido chamada Forum, que mapeará a radiação da Terra de forma mais precisa.</p>

Tecnologia – Urandir – Just True News
fontes: Urandir News & Record Tecnologia www.r7.com