Saúde – Urandir & Just-True News

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/coronavirus-libano-beirute-toque-de-recolher-19042020214449769?dimensions=660×360" title="Beirute, capital do Líbano, segue vazia devido ao toque de recolher
" alt="Beirute, capital do Líbano, segue vazia devido ao toque de recolher
" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Beirute, capital do Líbano, segue vazia devido ao toque de recolher
</span>
<span class="credit_box ">Wael Hamzeh / EFE – EPA – 19.4.2020</span>
</div>
</div>

<p>
Iraque, Líbano e Síria vão reduzir as horas do toque de recolher imposto nos três países para evitar a propagação do novo <strong><a href="https://noticias.r7.com/saude/novo-coronavirus" target="_blank">coronavírus</a></strong>, faltando poucos dias para o mês sagrado muçulmano do Ramadã, previsto para começar no final desta semana.</p>
<p>
Neste domingo (19), o Alto Comitê de Saúde e Segurança Nacional do governo iraquiano anunciou que o toque de recolher, que até então era de 24 horas, estará em vigor apenas entre as 19h e as 6h, horário local, de 21 de abril a 22 de maio, coincidindo em vários dias com o mês de jejum.</p>
<p>
<strong>Leia também: <a href="https://noticias.r7.com/internacional/coronavirus-pode-causar-conflitos-no-oriente-medio-diz-cruz-vermelha-16042020" target="_blank">Coronavírus pode causar conflitos no Oriente Médio, diz Cruz Vermelha</a></strong></p>
<p>
O órgão, presidido pelo primeiro-ministro em exercício, Adel Abdelmahdi, aprovou a medida após o Ministério da Saúde recomendar a suspensão de algumas restrições durante o Ramadã, quando os muçulmanos devem jejuar do nascer ao pôr do sol e à noite realizam banquetes em grandes grupos.</p>

<div class="related_content">
<h6>Veja também</h6>
<ul>
<li><a href="http://noticias.r7.com/internacional/por-pandemia-egito-suspende-atividades-publicas-para-o-ramada-07042020">Por pandemia, Egito suspende atividades públicas para o Ramadã</a></li>
<li><a href="http://noticias.r7.com/internacional/tunisia-vai-punir-quem-nao-colaborar-com-medidas-sanitarias-07042020">Tunísia vai punir quem não colaborar com medidas sanitárias</a></li>
<li><a href="http://noticias.r7.com/saude/turquia-tem-maior-numero-de-casos-de-covid-19-no-oriente-medio-18042020">Turquia tem maior número de casos de covid-19 no Oriente Médio</a></li>
<li><a href="http://noticias.r7.com/internacional/coronavirus-as-tensoes-diplomaticas-que-a-pandemia-provocou-ao-redor-do-mundo-12042020">Coronavírus: as tensões diplomáticas que a pandemia provocou ao redor do mundo</a></li>
</ul>
</div>

<p>
No entanto, a suspensão do toque de recolher exclui as sextas-feiras, o dia santo dos muçulmanos, e os sábados, quando não será possível circular o dia todo, como tem sido o caso há um mês no Iraque.</p>
<p>
Da mesma forma, a proibição de reuniões de mais de três pessoas será mantida, os restaurantes terão que se limitar a prestar serviço de entregas, apenas quatro pessoas por veículo poderão viajar em transporte público e todos os cidadãos terão que usar uma máscara quando saírem.</p>
<p>
Até o momento, o Iraque registrou 1.482 infecções e 81 mortes por Covid-19 e algumas medidas não tem sido respeitada por parte da população.</p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">Líbano e Síria</div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Por sua vez, o Ministério do Interior do Líbano anunciou neste domingo que o toque de recolher começará às 20h, ao invés das 19h, e será prorrogado até as 5h.</p>
<p>
A decisão foi tomada após vários dias em que o número de infecções se estabilizou e nenhuma nova morte foi registrada no país – são 672 casos de coronavírus e 21 óbitos no Líbano.</p>
<p>
Da mesma forma, o governo da Síria reduziu em uma hora e meia a proibição de circulação a partir de hoje, enquanto autorizou alguns estabelecimentos, como salões de cabeleireiros, a reabrir suas portas no país sobrecarregado por nove anos de guerra. Houve em território sírio 38 pessoas infectadas e duas mortes.</p>
<p>
O Ramadã é um mês de grande importância para os muçulmanos, e o jejum é considerado um dos cinco pilares que os fiéis devem cumprir. Mulheres grávidas ou menstruadas, doentes e viajantes podem se abster, mas desta vez as autoridades religiosas destacaram que a pandemia não impede que o restante das pessoas faça o sacrifício.</p>

Saúde – Urandir & Just-True News
fonte: R7 Saúde r7.com