Mundo Notícias – by Urandir & Just-True News

Portugal abre investigação sobre viagem de tio de Guaidó portando explosivos em avião da TAP  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  dddd guaido aeroporto   urandir   MUNDO   Portugal abre investigação sobre viagem de tio de Guaidó portando explosivos em avião da TAP
Governo português anunciou nesta sexta-feira (14) a abertura de uma investigação, depois que a Venezuela acusou a empresa aérea portuguesa de permitir que um familiar do opositor Juan Guaidó carregasse explosivos a bordo de um avião. Imagem de Juan Guaidó ao voltar à Venezuela, em 11 de fevereiro
Cristian Hernandez / AFP
O governo português anunciou nesta sexta-feira (14) a abertura de uma investigação, depois que a Venezuela acusou a empresa aérea portuguesa TAP de permitir que um familiar do opositor, Juan Guaidó, carregasse explosivos a bordo de um avião.
“Dadas as declarações das autoridades venezuelanas sobre violação de segurança em um voo de Lisboa”, o ministro português do Interior abriu uma investigação “para determinar o que aconteceu”, afirmou o Ministério em um comunicado.
Juan Márquez, tio de Guaidó, viajava com o sobrinho depois de uma turnê pelos Estados Unidos e pela Europa. Ele foi preso na chegada à Venezuela por portar explosivos ocultos em vários objetos, conforme relatou o líder chavista Diosdado Cabello.
Em seu programa na televisão estatal, Cabello, presidente da Assembleia Constituinte oficial que governa a Venezuela, assegurou que Márquez “trazia lanternas de bolso” escondidas e que “no compartimento das baterias, havia substâncias químicas de natureza explosiva, supostamente explosivo sintético C4″.
O tio de Juan Guaidó também teria carregado explosivos em “cápsulas de recarga de perfumes”, um “colete à prova de balas” e um pendrive escondido no controle remoto de um veículo, onde armazenava supostos “planos de ataque”, acrescentou Cabello em seu pronunciamento na TV.
Cabello acusou a TAP de violar “padrões internacionais” por permitir o embarque de  explosivos e ocultar a identidade de Juan Guaidó na lista de passageiros.
Durante uma viagem à Índia, o ministro das Relações Exteriores de Portugal, Augusto Santos Silva, afirmou que as acusações feitas pela Venezuela “não fazem sentido” e disse esperar que “este pequeno incidente seja rapidamente resolvido”.

Mundo Notícias – by Urandir & just -True News
Artigo Publicado no Globo.com https://g1.globo.com