Notícias Mundo by Urandir & Just-True

Fernández ataca jornalista por reportagem sobre corrupção envolvendo colaborador  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  ae42 15748192105dddd58a2d90e 1574819210 3x2 rt   urandir   MUNDO   Fernández ataca jornalista por reportagem sobre corrupção envolvendo colaborador

​O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, atacou um jornalista em suas redes sociais, além de alertá-lo de que, em sua gestão, não existiriam mais “operadores midiáticos”, insinuando que o repórter tinha agido com fins políticos ao mencionar um colaborador seu em um caso de corrupção sobre o qual o jornalista reportava.

Trata-se de Hugo Alconada Mon, o mais importante repórter investigativo do país.

Na edição de domingo do La Nación, Alconada Mon revelou que Adrián Rois, um advogado que trabalha com Fernández na faculdade de direito da Universidade de Buenos Aires, estaria praticando tráfico de influência ao defender a Creditiba, uma entidade envolvida com lavagem de dinheiro e que, por conta disso, está sendo investigada.

Fernández, fora de seu tom moderado, publicou duas mensagens em suas redes sociais. 

“Em minha vida acadêmica, trabalhei com advogados que exercem sua profissão. Alconada Mon sabe que, neste trabalho (como professor universitário), sou totalmente alheio. É miserável atribuir a mim que esteja movendo influências em casos como este. Não vou suportar em silêncio a difamação que foi feita chamando isso de jornalismo.”

Depois, acrescentou: “Na Argentina que vamos construir com todos e todas vão acabar os operadores judiciais, os operadores midiáticos e os juízes e promotores que operam para poderes midiáticos, corporativos ou políticos sem atuar de modo justo como devem. Saiba disso, [Alconada Mon]”.

A Associação de Entidades Jornalísticas Argentinas (Adepa) criticou as manifestações do presidente eleito, dizendo que “é direito de qualquer pessoa exercer sua réplica diante de uma publicação jornalística, mas não usar termos desqualificadores para definir um profissional apenas por não estar de acordo com o que ele publica”.

E acrescentou que isso “tem um efeito intimidatório e estigmatizante com relação ao jornalismo e a liberdade de expressão, que não pode ser ignorado”.

Let’s block ads! (Why?)

Notícias Mundo – by Urandir & JustTrue
fonte: Folha de São Paulo folha.com.br