Notícias Mundo by Urandir & Just-True

Nos últimos dez anos, o fotógrafo libanês Gregory Buchakjian colecionou imagens de construções destruídas em Beirute. Ele publica agora um livro reunindo fotografias de 700 edifícios e contando, a partir delas, a história da capital libanesa desde o século 19 até os dias de hoje. Os relatos incluem a cruenta guerra civil travada de 1975 a 1990, mas também esbarram em outros episódios menos conhecidos. Algumas casas foram utilizadas como abrigo ou como quartel general. Outras tantas ruíram sob os repetidos disparos das últimas décadas.

O livro “Abandoned Dwellings: A History of Beirut” (Lares Abandonados: A História de Beirute) foi lançado no último dia 29. Em paralelo, Buchakjian –um historiador especializado em arte– inaugurou uma exposição de suas fotografias no museu Sursock, localizado na mesma cidade, e lançou ainda um curta-metragem sobre o tema.

Segundo uma reportagem publicada pelo site Al Monitor, Buchakjian começou esse projeto ao se dar conta em 2009 de que as antigas construções de Beirute estavam sendo demolidas. “Havia essa sensação de que todas aquelas casas estavam desaparecendo, de que a cidade inteira estava sumindo”, ele disse àquele site. “Eu precisava utilizar a câmera para capturar alguma coisa antes de que desaparecesse por completo”. Para dizer de maneira simbólica que estava reocupando os lares abandonados, ele pediu que modelos posassem para as fotografias entre os escombros e os móveis há tanto tempo esquecidos.

Com fotos de 700 casas vazias, artista conta a história de Beirute  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  529b Beirut2 1024x678   urandir   MUNDO   Com fotos de 700 casas vazias, artista conta a história de Beirute
Hotel danificado pela guerra e ocupado por refugiados. Crédito Reprodução/Gregory Buchakjian
Com fotos de 700 casas vazias, artista conta a história de Beirute  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  79c1 Beirut3 1024x694   urandir   MUNDO   Com fotos de 700 casas vazias, artista conta a história de Beirute
O edifício Barakat, usado como fortaleza durante a guerra. Crédito Reprodução/Gregory Buchakjian

facebook profile!

Notícias Mundo – by Urandir & JustTrue
fonte: Folha de São Paulo folha.com.br