Just True Notícias by Urandir News 2016

   urandir   BRASIL   Manchas de óleo chegam ao litoral da região sudeste do Brasil

Manchas de óleo já atingiram centenas de praias no nordeste brasileiro
A8SE

Dois meses e uma semana após começarem a ser identificadas nas praias do Nordeste, as manchas de petróleo cru foram encontradas pela primeira vez no Sudeste do País na quinta-feira (7), segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”. Segundo a força-tarefa do governo federal, “pequenos fragmentos de óleo” chegaram à praia de Guriri, em São Mateus, o segundo município do Espírito Santo a partir da fronteira com a Bahia.

Leia também: Mancha de óleo surge após naufrágio de embarcação da Marinha no Rio

Segundo nota do GAA (Grupo de Acompanhamento e Avaliação), composto pela Marinha, ANP (Agência Nacional de Petróleo) e Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), as amostras da substância foram encaminhadas para o Ipeam (Instituto de Estudos do Mar). O órgão confirmou ser o mesmo óleo encontrado no litoral do Nordeste.

Primeira cidade capixaba depois da fronteira com a Bahia, Conceição da Barra não registrou presença de óleo até esta sexta-feira (8). Lá e em Guriri, um grupo com 75 fuzileiros navais da Marinha faz monitoramento das praias desde a última terça-feira.

Segundo o GAA, as praias do Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco, Paraíba e Bahia, que foram atingidas pelas manchas, já estão limpas. Nesta sexta, no entanto, havia vestígios de óleo e ações de limpeza em oito locais, além de Guriri: Japaratinga, Barra de São Miguel, Jequiá da Praia, Coruripe, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas, e Praia do Viral e Coroa do Meio, em Sergipe.

Segundo o Ibama, o óleo já atingiu 409 localidades e, até o momento, foram retiradas aproximadamente 4.300 toneladas de resíduos de óleo. A contagem desse material não inclui apenas óleo, mas também areia, lonas, EPI e outros materiais utilizados para a coleta. O descarte é feito pelas secretarias de meio ambiente dos Estados.

Três navios da Marinha que saíram do Rio de Janeiro no dia 4 para auxiliar no combate às manchas seguem rumo ao Nordeste, com previsão de chegada ao porto de Suape (PE) no dia 10 de novembro, informa a Marinha.

Governo capixaba criou comitê de emergência

Com a chegada das manchas de óleo ao litoral do Espírito Santo, o governo capixaba criou o COE (Comitê Operativo de Emergência), por meio da secretaria da Saúde. O comitê será responsável por organizar as ações do SUS (Sistema Único de Saúde), dividindo responsabilidades entre Estado e municípios.

Segundo Gilson Almada, coordenador do COE, uma das medidas é orientar a população sobre os riscos à saúde de exposição aos resíduos do petróleo cru. “Foi elaborada uma nota técnica orientando os profissionais de saúde sobre como atender as pessoas que tiverem contato com o óleo e também os cuidados de proteção individual que devem ser adotados por esses profissionais”, afirmou.

Almada disse que cerca de 400 profissionais foram capacitados pela Defesa Civil, Marinha e Exército para a realização do recolhimento do óleo nas praias, caso seja necessário. Assim, segundo ele, não será necessário a ajuda voluntária da população, evitando risco de intoxicação por inalação, contato com a pele ou ingestão.

“Orientamos a população a não entrar em contato com o óleo. O Espírito Santo tem cerca de 400 profissionais capacitados para fazer o recolhimento desse material nas praias, por isso não há necessidade de voluntários”, disse. Em caso de exposição ao óleo ou aparecimento de sintomas, a orientação do governo é contatar o Toxcen pelo telefone 0800 28 39 904 e procurar atendimento médico.

Urandir | Notícias 2016

Just True Notícias & Urandir News – fonte r7.com