Urandir News – Notícias Internacionais

Reino Unido considera apreensão de navio pelo Irã um ato hostil e promete sérias consequências  Just True Urandir Pesquisa Ciencia Ufologia Tecnologia  b10f ap19200667198284   urandir   MUNDO   Reino Unido considera apreensão de navio pelo Irã um ato hostil e promete sérias consequências
O petroleiro britânico Stena Impero foi capturado na sexta-feira (19); iranianos dizem que houve acidente com barco de pesca. O petroleiro Stena Impero, capturado pela Guarda Revolucionária do Irã, em foto não datada
Stena Bulk via AP
O Reino Unido chamou de ato hostil a apreensão de um petroleiro britânico pelo Irã no Golfo neste sábado (20) e afirmou que o ato terá “sérias consequências” se não for resolvido logo.
O petroleiro britânico Stena Impero foi capturado na sexta-feira (19) no Estreito de Ormuz, perto do Irã.
O país persa afirmou que o barco foi capturado após uma colisão com um pesqueiro. A resposta do Reino Unido representa uma rejeição da explicação de Teerã. 
A secretária de Defesa britânica, Penny Mordaunt, considerou o incidente um ato hostil.
O secretário de Relações Exteriores, Jeremy Hunt, disse que expressou sua extrema decepção em uma ligação telefônica ao colega iraniano, Mohammad Javad Zarif.
Hunt também afirmou que, se não houver uma solução rápida, haverá “sérias consequências” –ele rejeitou, no entanto, uma resposta militar.
O Reino Unido também convocou o encarregado de negócios iraniano em Londres.
Países ocidentais repreendem o Irã
A ação da Guarda Revolucionária Iraniana foi vista pelo Ocidente como a maior hostilidade em três meses de confrontos que levaram Irã e Estados Unidos à beira da guerra.
Em uma rede social, o ministério de Relações Exteriores da Alemanha descreveu o ato como uma interferência injustificável na navegação comercial, perigosa por representar uma possibilidade de escalada em uma situação que já é tensa.
O ministro de Relações Exteriores da França disse que condena fortemente a apreensão, e se solidarizou com o Reino Unidos, de acordo com a agência Reuters.
Histórico recente é de bateu-levou
O incidente ocorreu duas semanas após o Reino Unido apreender um petroleiro iraniano em Gibraltar, acusado de violar sanções contra a Síria, um ato que despertou muitas ameaças iranianas de retaliação. 
Um porta-voz da Guarda Revolucionária Iraniana, General de Brigada Ramezan Sharif, disse que Teerã havia apreendido o navio no Estreito de Ormuz apesar da “resistência e interferência” de um navio de guerra britânico que estava escoltando-o.  
A agência de notícia iraniana Fars disse que a Guarda tomou o controle do Stena Impero na sexta-feira (19) após o navio ter colidido com um barco de pesca iraniano e ignorado seu pedido de ajuda. 
O navio, que não carregava cargas, foi levado ao porto iraniano de Bandar Abbas. Ele deverá permanecer lá, com seus 23 tripulantes – 18 deles indianos – enquanto o acidente é investigado, disseram as agências de notícias iranianas, citando o chefe dos Portos e Organização Marítima da província de Hormozgan.
A agência de notícias semioficial Tasnim postou um vídeo de um navio ancorado no mar, com o nome claramente visível. Zarif disse a Hunt que o navio deve passar por um processo legal antes de ser liberado, segundo a agência de notícias iraniana Insa.

Urandir – Notícias Internacionais
Matéria original publicada em globo.com