Urandir News – Notícias Internacionais

   urandir   MUNDO   Pela 1ª vez, Papa nomeia mulher para Secretaria de Estado do Vaticano
Advogada italiana Francesca Di Giovanni, que está no Vaticano há 27 anos, irá administrar a divisão que coordena as relações da Santa Sé com as Nações Unidas e outras organizações intergovernamentais. Francesca Di Giovanni, nova subsecretária da Seção para as Relações com os Estados
Reprodução/ Vatican News
O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira (15) a advogada italiana Francesca Di Giovanni, de 66 anos, como nova subsecretária da seção de relações multilaterais da Secretaria de Estado. Ela é a primeira mulher a ocupar um cargo de gerência nesta secretaria, que governa o Vaticano e coordena as relações com outros países.
Francesca Di Giovanni, que trabalha há 27 anos do Vaticano, será responsável por administrar a divisão que coordena as relações da Santa Sé com a Organização das Nações Unidas (ONU) e outras organizações intergovernamentais.
Ela responderá diretamente ao secretário de Seção, Paul Gallagher, e ao secretário de Estado (que tem uma função do 1º ministro do Vaticano), Pietro Parolin.
Ela irá trabalhar ao lado de outro subsecretário, o Monsenhor Mirosław Wachowski, que é responsável principalmente pelo setor da diplomacia bilateral.
Francesca nasceu em Palermo em 1953. Trabalhou no âmbito do setor jurídico-administrativo junto ao Centro Internacional da Obra de Maria (Movimento dos Focolares).
Desde setembro de 1993, a advogada trabalha na Seção para as Relações com os Estados da Secretaria de Estado da Santa Sé.
Ela trabalhou sempre no setor Multilateral, principalmente no que se refere aos temas ligados a migrantes, refugiados, direito internacional humanitário, as comunicações, direito internacional privado, situação da mulher, a propriedade intelectual e o turismo, de acordo com o site Vatican News.
“É a primeira vez que uma mulher tem um cargo de direção na Secretaria de Estado. O Santo Padre tomou uma decisão inovadora, certamente, representa um sinal de atenção para com as mulheres. Mas a responsabilidade é mais ligada ao trabalho do que pelo fato de ser mulher”, declarou a advogada ao “Vatican News”.
Poucas mulheres assumiram cargos desta envergadura no Vaticano. Isso já aconteceu na congregação para ordens religiosas e em duas subsecretarias do escritório para os leigos, de acordo com a Associated Press.
Brasileira
Em julho, a brasileira Cristiane Murray foi nomeada nova vice-porta-voz do Papa Francisco. Formada em Administração de Empresas e Marketing pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, ela ingressou na Rádio Vaticana em 1995. Desde então, fazia parte da equipe brasileira que transmite programas diários e cuida do portal Vatican News em português, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

Urandir – Notícias Internacionais
Matéria original publicada em globo.com