Urandir News – Notícias Internacionais

David Ostrom, de 40 anos, quer resolver em duelo questões como custódia, visitação e pagamento de impostos. Ele pede um prazo de 12 semanas para providenciar espadas samurais japonesas e diz que advogado pode ser nomeado para lutar no lugar da ex. Americano quer decidir divórcio com luta de espadas
Um americano de 40 anos pediu a um juiz do estado de Iowa autorização para que ele resolva uma disputa judicial com sua ex-mulher e o advogado dela em uma luta de espadas.
David Ostrom, de Paola, Kansas, diz em seu pedido, datado de 3 de janeiro, que sua ex-mulher, Bridgette Ostrom, de 38 anos, e o advogado dela, Matthew Hudson, o “destruíram legalmente” em uma disputa sobre custódia e direitos de visitação e pagamento de impostos sobre propriedade.
Ainda de acordo com Ostrom, o juiz teria o poder de deixar as partes “resolverem a disputa no campo de batalha, legalmente”. Ele acrescenta no pedido que um julgamento por combate “nunca foi explicitamente banido ou restrito como um direito nos Estados Unidos”.
O requerente também solicita um período de 12 semanas, para que possa providenciar espadas samurai japonesas.
Ostrom disse ao jornal “The Des Moines Register” que sua ex-mulher pode nomear o advogado para lutar em seu lugar.
Já Hudson, o advogado, argumenta que, como um duelo poderia terminar em morte, “tais ramificações provavelmente superam aquelas de questões tributárias e de custódia” e por isso solicita que o juiz rejeite o pedido.
O juiz Craig Dreismeier diz que não irá emitir uma resposta em breve, citando irregularidades nas moções e respostas dos dois lados.
“Até que as etapas processuais adequadas para iniciar um processo judicial sejam seguidas, este tribunal não tomará nenhuma ação adicional a respeito de qualquer moção, objeção ou petição apresentada por qualquer das partes neste momento”, afirmou.

Urandir – Notícias Internacionais
Matéria original publicada em globo.com