Celebridades News – Urandir – famosos

Devido à pandemia do novo coronavírus, Giovanna Ewbank decidiu se mudar com o marido Bruno Gagliasso e os filhos Titi, de seis anos, e Bless, de cinco, para o sítio deles na serra.

No primeiro trimestre de sua primeira gravidez, a apresentadora contou que está se sentindo ansiosa com a situação.

Cobertura completa: Saiba tudo sobre o coronavírus no mundo dos famosos

“Não vou dizer para vocês que eu não fico insegura, ansiosa, que não tenho medo, que não fico aflita. Já tive crise de ansiedade, já chorei vendo o jornal. Isso é uma coisa que todos nós estamos sentindo. A gente não sabe o que está acontecendo direito e nem sabe o que vai acontecer. A gente fica com medo. Mas é importante que a gente se apoie, tem que ficar em casa e apoiar o outro mesmo a distância. Vamos passar isso juntos e vamos conseguir”, disse ela em um vídeo compartilhado no Youtube.

Além disso, a loira contou que precisou desmarcar alguns exames por segurança.

“Tive que desmarcar vários exames que eram super importantes e isso me deixa muito aflita, não fazer os exames que são necessários. Estou só fazendo exame de sangue em casa, a pessoa vem e eu não saio. Minha médica falou que os exames de imagem que eu deveria fazer entre a 23ª e a 26ª semana serão adiados porque é mais seguro ficar em casa”, contou.

Giovanna Ewbank comenta sobre chutes de bebê: ‘Uma delícia’

[embedded content]

Clique fofo

Giovanna Ewbank está em seu 4º mês de gestação, e vem compartilhando momentos dessa fase tão especial com seus fãs.

Em período de quarentena com sua família, a apresentadora publicou na tarde de quarta-feira (25), um lindo clique feito de seu barrigão com o olhar atento do maridão, Bruno Gagliasso, admirando-a.

“Quando os filhos começam a tirar foto dos pais”, derreteu-se a mamãe coruja, toda orgulhosa dos filhos, Titi e Bless, pois o registro tinha sido feito por um dos dois.

Em apenas uma hora de postagem, a imagem já tinha recebido mais de 800 mil likes.

Bruno Gagliasso baba por filho se divertindo com livros

O que é o Coronavírus

O Sars-Cov-2 é o mais novo integrante de uma família já conhecida. Ela é formada por vírus que tiveram origem em animais silvestres. Alguns deles infectaram humanos e já causaram outras epidemias. Coronavírus é o nome de uma família desses vírus. O nome vem por conta dos mesmos terem suas estruturas em formato de coroa. Eles costumam circular entre animais, como roedores e morcegos. Mas a doença começou a afetar humanos também. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

São eles os responsáveis por infecções respiratórias e já provocaram outras doenças.

Saiba mais sobre o coronavírus clicando aqui.

Coronavírus no Brasil

Até esta quinta-feira (26), o coronavírus teve uma disseminação bastante rápida: já foram infectados até a data, mais de 400 mil pessoas em 164 nações, com um total de 22.020 mortes. Além disso, as Secretarias Estaduais de Saúde contabilizam 2.554 infectados em todos os estados do Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, há, até a data, 59 mortes no país.

No país foi decretado estado de emergência na semana passada e ocorreu a recomendação do fechamento de lojas, shoppings, clubes e academias, além da conscientização e proibição do uso de praias, parques, teatros, shows, etc.

Em São Paulo, o governo do Estado recomendou o cancelamento de eventos de lazer, culturais e esportivos, com mais de 500 participantes. Também determinou a suspensão imediata das aulas em universidades públicas e em escolas da rede pública e privada.

China e Coréia do Sul

Na segunda-feira (23) a China afirmou ter uma queda na quantidade diária de casos novos de coronavírus. Há 4 dias foram revertidos os casos de aumento e em Pequim, capital do país, foram reforçadas as medidas para combater a quantidade de infectados vindos do exterior.

A China teve 39 casos novos confirmados no domingo (22), de acordo com a Comissão Nacional de Saúde, e estes envolveram viajantes vindos do exterior, muitos deles estudantes chineses que voltavam para casa.

A Coreia do Sul também informou que teve o menor número de casos novos, desde o pico, que aconteceu no dia 29 de fevereiro. Tal queda levou mais esperança de que, o maior surto asiático fora da China, esteja recuando. Por lá, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC) disseram que ocorreram 64 casos novos na segunda-feira (23), o que elevou a cifra nacional para 9.241. O total de mortos por lá subiu de 110 para 131. O pico aconteceu no dia 29 de fevereiro, com 909 casos.

Saiba mais sobre o coronavírus no mundo clicando aqui.

Celebridades News – Urandir – famosos
fonte: ofuxico.com.br